• English
  • Português
  • Español
O povo em primeiro lugar

Lei Seca reduz acidentes e mortes no trânsito

Também em parceria com o Congresso Nacional, foi aprovada, em junho de 2008, a chamada Lei Seca, que reduziu o limite de álcool permitido na corrente sanguínea dos motoristas e previa o uso do bafômetro para comprovar a embriaguez. Só no primeiro ano de aplicação da lei, caiu em 7,4% a taxa de mortes por acidentes.

Em 2011, a Organização Mundial da Saúde lançou proposta mundial de redução de 50% no índice de mortalidade nas ruas e estradas até 2020. No Brasil, o governo lançou o PARADA – Pacto Nacional pela Redução de Acidentes – Um Pacto pela Vida, que promove campanhas de conscientização, ações de mobilização e educativas com o objetivo de diminuir o número de mortes e outros danos causados por acidentes de trânsito.

Em 2012 e 2013, a lei seca tornou-se ainda mais rigorosa, permitindo o uso de outros meios para comprovar o estado de embriaguez ao volante e se o condutor soprar o bafômetro e o aparelho marcar igual ou superior a 0,05 miligramas, por litro de ar, ele será autuado e responderá por infração gravíssima, conforme estabelece o artigo 165, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Agora, o governo estuda enviar ao Congresso um projeto de lei que multiplica por sete o valor da multa de quem força ultrapassagem perigosa, responsável por 44% das mortes nas estradas brasileiras.

Operação Lei Seca tornou-se rotina nas ruas do Brasil e tem ajudado a reduzir acidentes e mortes causadas por embriaguez no trânsito Foto: Agência Senado