• English
  • Português
  • Español

Empregos e Salários

Imagem topo: 

Noventa e cinco por cento dos postos de trabalho formais abertos entre 2000 e 2010 beneficiaram a base da pirâmide social brasileira, com remuneração de até 1,5 salário mínimo, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Justamente o grupo social que até então costumava trabalhar sem carteira assinada e, portanto, sem a garantia dos seus direitos trabalhistas, tais como13o salário, férias remuneradas, adicional de insalubridade, licenças materna e paterna, entre outros.

Português, Brasil

Número de Empregos Formais

Português, Brasil
Português, Brasil

Javã Lauriano da Silva, de Jaboatão dos Guararapes/PE

"O governo Lula facilitou o acesso à educação, ao emprego digno e à casa própria. Fiz um curso técnico e hoje  estou no terceiro emprego concursado. O que me deu condições de financiar minha casa própria. Sou um dos ex-benefíciários do Bolsa Família que saiu da pobreza para a classe C."

Português, Brasil

Emerson Tenebra, dono de um bar em Campina Grande/PB

Português, Brasil

Francisco Rogerio Pinheiro da Silveira, corretor de empréstimos em Horizonte/CE

"Quando Lula autorizou que os bancos particulares entrassem no mercado do consignado, minha vida clareou, me dando a oportunidade de trabalho no emprego informal. Hoje sustento minha família com meu emprego de corretor de empréstimos consignado."

Português, Brasil

Sebastião Rodrigues Dantas – micro businessman on Anastácio / MS

“I am 58 years oif age and had the pleasure of starting my life over again.  In first place I want to thank Good and in the second place I want to thank Lula.  Because it was because of the Individual Micro-Business Law that Lyla created that I became an entrepreneur.  And todau I have my own micro business right here in Anastásio.”

“No Brasil, muita gente dizia: ‘Dá para o país crescer, alguns poucos ficarem ricos e o resto pode ficar na pobreza’. O Celso Furtado foi um economista que disse que crescimento era uma coisa, desenvolvimento era outra. Um país só se desenvolvia se, além da sua economia crescer, seu povo crescesse junto, seu povo se desenvolvesse junto, se os empregos ficassem cada vez melhores, se cada família pudesse colocar seu filho na escola e ver ele chegar na universidade, se cada família pudesse ter acesso à saúde...

Português, Brasil

“Como o Brasil não crescia, também não distribuía. Nós temos exemplos de países no mundo que crescem há dez anos, há 14 anos, a 6% ao ano, e não há uma melhora na qualidade de vida do povo trabalhador. Então eu queria provar que estava errada a tese de que tinha que esperar crescer para distribuir. E eu acreditava que, possivelmente, fosse necessário distribuir para a economia começar a crescer. E foi o que aconteceu no Brasil”.

 

Português, Brasil

A média de geração de empregos nos oito anos de PSDB à frente do governo federal foi de quase 630 mil por ano. Nos 11 anos de governos liderados por Lula e Dilma, a média fica na faixa de 1,8 milhão de empregos formais criados anualmente. Ou seja, quase 3 vezes maior que a média de FHC.

Português, Brasil

Os governos de Dilma e Lula ajudaram a derrubar paradigmas criados para justificar a opção histórica dos governantes de privilegiar os mais ricos. A valorização do salário mínimo e os ganhos reais de salários experimentados pelos trabalhadores graças a um desenvolvimento inclusivo permitiu a queda de desigualdades sociais, regionais e raciais.  A população de classe C do Nordeste, por exemplo, ampliou sua participação de 28% para 45% da população total da região entre 2002 e 2012.

Português, Brasil