• English
  • Português
  • Español
Crescimento com distribuição

PAC, Pré-Sal e o renascimento da indústria naval

Os investimentos do PAC garantem as condições e os equipamentos para a exploração e o desenvolvimento da produção nos campos de petróleo em terra e no mar, com destaque para o Pré-Sal. As ações vão da perfuração de poços à criação do Programa de Modernização e Expansão da Frota de Petroleiros (Promef I e II), que tem como premissa a construção de navios com índice de nacionalização de, no mínimo, 65%. Até dezembro de 2013, sete navios de grande porte haviam sido entregues. O Promef tem outros 14 navios em construção, somando 46 embarcações já contratadas.

Produzido no estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco, o navio Dragão do Mar tem capacidade de transportar 1 milhão de barris de petróleo

Apenas em 2013, foram entregues nove plataformas construídas com tecnologia nacional. Com o PAC e o Pré-Sal, a indústria naval brasileira, sucateada pelos governos anteriores, emprega hoje 80 mil trabalhadores.

Na área de Refino e Petroquímica, o PAC vem realizando obras importantes nas mais diversas regiões do país. Já foram concluídos 13 empreendimentos de modernização e ampliação, enquanto seguem em bom andamento a construção da três grandes refinarias: Abreu e Lima (PE), Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e Premium I (MA).

O número de plataformas de produção de petróleo em operação passou de 36 para 82, entre 2002 e 2014. Atualmente, 28 sondas para exploração do pré-sal estão contratadas para construção em estaleiros brasileiros. A infraestrutura de gasodutos cresceu de 5.417 km de extensão para 9.489 km no mesmo período.

Clique aqui para saber mais sobre o Pré-Sal, indústria naval e construção e ampliação de refinarias